segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

As Escrituras e o Homossexualismo


Está em tramitação no Senado Brasileiro desde 2001 um projeto de lei conhecido como "lei da homofobia". Esta lei determina penas de reclusão, multa e fechamento de estabelecimentos a qualquer pessoa que praticar um ato considerado preconceituoso contra homossexuais ou contra o homossexualismo.

O texto deste projeto de lei diz o seguinte:

Art. n.º 4 - Praticar o empregador ou seu preposto atos de dispensa direta ou indireta: Pena: reclusão de 2 (dois) a 5 (cinco) anos; Art. n.º 5 - Impedir, recusar ou proibir o ingresso ou a permanência em qualquer ambiente ou estabelecimento público ou privado, aberto ao público: Pena: reclusão de 1 (um) a 3 (três) anos. Art. n.º 6 - Recusar, negar, impedir, preterir, prejudicar, retardar ou excluir, em qualquer sistema de seleção educacional, recrutamento ou promoção funcional ou profissional: Pena - reclusão de 3 (três) a 5 (cinco) anos. Art. n.º 8 - A Impedir ou restringir a expressão e a manifestação de afetividade em locais públicos ou privados abertos ao público, em virtude das características previstas no art. n.º 1 desta Lei: Pena: reclusão de 2 (dois) a 5 (cinco) anos. Art. n.º 20. Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, procedência nacional, gênero, sexo, orientação sexual e identidade de gênero: n.º 5 O disposto neste artigo envolve a prática de qualquer tipo de ação violenta, constrangedora, intimidatória ou vexatória, de ordem moral, ética, filosófica ou psicológica. "Art. n.º 8 - B. Proibir a livre expressão e manifestação de afetividade do cidadão homossexual, bissexual ou transgênero, sendo estas expressões e manifestações permitidas aos demais cidadãos ou cidadãs: Pena: reclusão de 2 (dois) a 5 (cinco) anos."

Não somente os evangélicos, mas também outros seguimentos da sociedade têm considerado o texto deste projeto de lei bem intencionado, no sentido de coibir a terrível violência que tem se levantado contra o homossexuais, mas um texto que cria um outro tipo de discriminação, a discriminação daqueles que não concordam com o homossexualismo. Além disto, o texto é um atentado à liberdade de expressão, um valor tão apropriado à democracia constitucional em que nós vivemos. De acordo com o projeto de lei, se um pastor ler um texto bíblico que fale contra o homossexualismo, este pastor pode ser processado e chegar a ser preso. De acordo com o texto, se um humorista contar uma piada que inclui um homossexual, ainda que esteja vestido de mulher e ele mesmo seja homossexual, se outro homossexual estiver na platéia e se sentir ofendido, pode processar o humorista e, por isso, o humorista deverá pagar uma multa que pode ser multiplicada se a piada for repetida em outras apresentações do humorista.

Vivemos em dias que o "politicamente correto" é defender a causa daqueles que estão pisando nos valores mais básicos do Cristianismo. Vivemos em dias em que se tornou errado calar a boca daqueles que descarregam imoralidade e pouca vergonha em suas músicas, textos, sites e programas de televisão. Vivemos em dias em que aqueles que escolhem preservar os valores da família e do comportamento tradicional devem ficar escondidos para não serem perseguidos por uma opinião pública manipulada.

Contrariando o atual "politicamente correto", gostaria de apresentar uma exposição bíblica sobre o assunto. Esta exposição possui três propósitos:

  1. Demonstrar para todos que não é possível ser cristão e ser homossexual ou a favor do homossexualismo;
  2. Esclarecer que, apesar das Escrituras serem contrárias ao homossexualismo, a pessoa do homossexual possui valor intrínseco, e que, portanto, deve ser respeitada, amada e evangelizada, para abandonar o seu pecado e receber o perdão que procede da cruz do Senhor Jesus Cristo;
  3. Alertar todos do perigo que está cada vez mais forte em nossa sociedade do nosso mundo se tornar uma grande Sodoma, em que todos os justos serão duramente perseguidos por não concordarem com os valores mundanos que têm dominado a mente e o comportamento das vidas mais influentes do nosso tempo.

Quero deixar claro que tratarei deste assunto, por causa da necessidade combater o mal e por ter Deus me dado a oportunidade de expor a carta aos Romanos, tendo encontrado no parágrafo que, pela ordem, devo pregar, justamente o assunto do homossexualismo. É para a Epístola aos Romanos que vamos nos dirigir nesta noite no ponto exato que se encontra em Romanos 1.26-27.

"Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza; semelhantemente, os homens também, deixando o contacto natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homens com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro." (Romanos 1:26-27 RA)

Este texto deixa claro que a prática homossexual é errada, isto é, moralmente errada. Há duas simples razões verificadas no texto que esclarecem ser o homossexualismo errado. A primeira razão é que o homossexualismo é uma fase avançada de degradação moral (Romanos 1.26a).

  1. O parágrafo em que o nosso texto está inserido fala do tenebroso processo de degradação moral por que a humanidade passou por abafar a verdade pela injustiça. Este processo está registrado em Romanos 1.18-25.
    1. Este processo tem as seguintes fases.
      1. Os homens detêm, abafam a verdade, pela injustiça.
      2. Deus revela seu caráter na criação.
      3. Os homens não adoram a Deus e não reconhecem a glória que Deus tem.
      4. Deus permite que os homens se entreguem à imoralidade.
    2. No começo do nosso texto é estabelecida uma ligação entre esta fase final da corrupção do ser humano com o homossexualismo, como se o parágrafo que fala contra o homossexualismo fosse uma explicação de como Deus entregou os homens à imoralidade.
      1. O texto começa com a expressão "por causa disso". Isto quer dizer que, em razão do homem ter desprezado completamente o conhecimento de Deus que o próprio Deus deixou na natureza à disposição de todos, Deus mesmo decidiu não agir favoravelmente, deixando o homem à vontade para o homem fazer o que bem quisesse, e a escolha do homem foi a perversão sexual.
      2. Deus não está aqui escolhendo pelo ser humano nem empurrando o homem para o pecado. Deus está, de certo modo, deixando o homem livre para que o homem tome suas decisões. As decisões do homem à parte da graça de Deus são decisões pervertidas pela mentira e pelo pecado.
  2. O exemplo de Sodoma em Gênesis deixa claro que Bíblia defende ser a homossexualidade uma prática errada em virtude da degradação moral do ser humano.
    1. Os homens de Sodoma eram grandes pecadores (Gênesis 13.13).
    2. Deus planejou destruir Sodoma por causa do pecado daqueles homens (Gênesis 18.20-21).
    3. Não havia dez justos em Sodoma (Gênesis 18.32).
    4. O pecado de Sodoma incluía o homossexualismo (Gênesis 19.4-5).
    5. Deus cumpriu o planejado e destruiu a cidade e seus moradores (Gênesis 19.24-25).
    6. Depois a cidade de Sodoma se tornou um símbolo de pecado e de iminência do juízo de Deus na Bíblia (Lamentações 4.6).
  3. O povo escolhido de Deus, que deveria se preservar santo de todas as nações, como Deus é santo, não podia praticar o homossexualismo, segundo a prescrição exata da lei de Deus.
    1. O ato sexual entre pessoas do mesmo sexo é proibido (Levítico 18.1-5, 22).
    2. A lei do governo teocrático de Israel previa a pena de morte para quem tivesse relação homossexual (Levítico 20.13).
    3. Alguns argumentam que a moral deve ser definida pelos costumes da sociedade.
      1. Devemos discordar disso. A moral deve ser definida por alguém que está acima da sociedade. Quando a sociedade corrompida define suas leis pelos seus próprios costumes, as leis desta sociedade se tornam corrompidas e o caos moral se instala para destruição daquela sociedade.
      2. A sociedade da terra de Canaã matava seus recém nascidos em um ídolo de metal aquecido, porque assim julgava que estava agradando o seu deus.
    4. As pessoas que apóiam o homossexualismo dizem: "todas as sociedades, inclusive as sociedades antigas tinham a prática homossexual, por isso, devemos aceitar esta prática hoje".
    5. As Escrituras mostram que sempre houve homossexualismo, mas que o povo de Deus deveria se afastar desta prática, com o fim de ser diferente para se tornar uma luz entre os povos, demonstrando o caráter santo do Deus verdadeiro que servia.
  4. O arrependimento e a fé incluem um abandono do pecado. O abandono de uma vida pecaminosa também inclui um abandono do homossexualismo (1 Coríntios 6.9-11).
    1. O texto não está afirmando que é preciso abandonar o homossexualismo para ser crente, para ser salvo. Não podemos fazer nada para merecer a salvação. A única obra de justiça que nos fez merecer a salvação foi realizada na cruz do Calvário, basta confiar nela para ser salvo.
    2. O texto está afirmando que todos os salvos abandonaram o homossexualismo e também todo pecado.
      1. Os salvos não podem voltar a praticar coisas erradas, porque do pecado já forma libertos.
      2. O texto está dizendo que aquele que permanecesse no homossexualismo ou em qualquer outro pecado dá evidência de que jamais passou pela experiência sobrenatural no novo nascimento e da justificação.
  5. Algumas pessoas vão argumentar: "a pessoa nasceu assim, com este desejo por outra pessoa do mesmo sexo, isto pode ser demonstrado pela genética e pela psicologia".
    1. Se uma prática é comprovadamente errada, não importa se a pessoa sente impulso, desejo ou tem algum tipo de propensão genética.
    2. Apesar de tudo que afirma, neste sentido, a ciência moderna os nossos tribunais continuam punindo com rigor as pessoas que matam por prazer, que sentem desejo sexual por crianças, que nasceram de uma família de criminosos e praticaram atos à revelia da lei.
    3. Para estas pessoas não há defesa de que fizeram estas coisas, porque nasceram assim, porque não conseguiam conter seu apetite apesar das convenções sociais nem porque foram influenciados pelas circunstâncias. Os atos que eles praticaram são errados não importa que tipo de inclinação eles têm em relação a estes atos. Serão julgados de acordo com a gravidade do que fizeram e não serão inocentados a partir dos fatores que originaram aquele comportamento anti-social.
    4. Por que, se a lei de Deus estabelece que o homossexualismo é errado, devemos aceitar o homossexualismo como certo, porque este ou aquele jovem nasceu assim? Por que devemos aceitar o homossexualismo como certo se esta pessoa diz sentir desejo por alguém que lhe é igual?
    5. Aliás, à luz do que as Escrituras dizem sobre a natureza humana, de como ela está corrompida pelo pecado, podemos afirmar que sentir desejo por alguém do mesmo sexo é natural, porque todos somos naturalmente pecadores. O homossexualismo é genético mesmo, porque o pecado está no nosso DNA. Não é porque algumas pessoas são propensas ao homossexualismo que o homossexualismo deva ser considerado correto e normal.
    6. Pensando no que é normal, vejamos a segunda razão por que a Bíblia sustenta ser o homossexualismo um comportamento errado.

O homossexualismo é contrário à natureza (Romanos 1.26b-27).

  1. A palavra traduzida pela minha versão com o vocábulo "natureza" é a palavra grega que dá origem a nossa palavra "física". Esta palavra qualifica algo congênito, uma característica com que a pessoa nasceu e que faz parte da sua pessoa não por aprendizado, mas por natividade.
  2. As Escrituras mostram que Deus criou a masculinidade e a feminilidade e que somente estas duas características humanas são compatíveis e são naturais.
    1. O ser humano foi criado por Deus à sua imagem e semelhança e esta imagem não foi perdida na Queda (Gênesis 1.27).
      1. A imagem de Deus foi colocada no homem e na mulher. Estas palavras significam literalmente macho e fêmea (Gênesis 7.2-3).
      2. Isto quer dizer que todo ser humano, de ambos os sexos, possui um valor intrínseco e deve ser respeitado, apesar de suas escolhas.
      3. Podemos ser a favor das leis que dizem que ninguém pode ser perseguido ou maltratado por causa da sua opção sexual. Não concordamos com o texto da lei que afirma ser passível de punição aquele que se manifesta livremente contra aquela opção sexual.
    2. Quando a mulher foi criada, ficou claro que somente a mulher era naturalmente compatível ao homem (Gênesis 2.20-24).
      1. Não havia nenhuma outra auxiliadora compatível (2.20).
      2. O homem concluiu que era plenamente relacionável com mulher (2.22-23).
      3. Esta relação incluía a sexualidade (2.24).
  3. Algumas pessoas vão argumentar: "o homossexualismo também é visto na natureza".
    1. A natureza foi corrompida pelo pecado do homem, inclusive a sua sexualidade.
    2. O comportamento animal não deve servir de base para o comportamento humano.
  4. As Escrituras sustentam que o homossexualismo é errado. O texto de Romanos nos dá duas razões para esta afirmação: o homossexualismo é uma fase avançada de degradação moral e o homossexualismo é contrário à natureza.

O texto de Romanos segue afirmando a injustiça do homem distante da graça de Deus (1.28-32).

Tenho ciência de que o assunto tratado é polêmico, mas considerei uma questão de manter-se fiel a Deus que ordena aos pastores pregar todo desígnio de Deus, sabendo que estamos estudando o riquíssimo livro de Romanos, versículo por versículo. Não podemos fugir da verdade. A opinião pública e as leis do nosso país estão caminhando não só para uma aceitação da causa homossexual como estão se armando para ferir todos aqueles que se manifestarem contrários a esta causa.

Penso que os evangélicos não podem ser a favor da homofobia, ou seja, do maltrato físico ou psicológico de seres humanos, por causa da sua opção sexual. Não podemos concordar, porém, com a classificação de homofobia a simples exposição de uma opinião bíblica, por motivos religiosos, já que todos temos liberdade religiosa.

Uma escola evangélica cristã se posicionou bem a respeito do assunto:

Visto que: (1) a promulgação da nossa Carta Magna em 1988 já previa direitos e garantias individuais para todos os cidadãos brasileiros; (2) as medidas legais que surgiram visando beneficiar homossexuais, como o reconhecimento da sua união estável, a adoção por homossexuais, o direito patrimonial e a previsão de benefícios por parte do INSS foram tomadas buscando resolver casos concretos sem, contudo, observar o interesse público, o bem comum e a legislação pátria vigente; (3) a liberdade religiosa assegura a todo cidadão brasileiro a exposição de sua fé sem a interferência do Estado, sendo a este vedada a interferência nas formas de culto, na subvenção de quaisquer cultos e ainda na própria opção pela inexistência de fé e culto; (4) a liberdade de expressão, como direito individual e coletivo, corrobora com a mãe das liberdades, a liberdade de consciência, mantendo o Estado eqüidistante das manifestações cúlticas em todas as culturas e expressões religiosas do nosso País; (5) as Escrituras Sagradas, sobre as quais a Igreja Presbiteriana do Brasil firma suas crenças e práticas, ensinam que Deus criou a humanidade com uma diferenciação sexual (homem e mulher) e com propósitos heterossexuais específicos que envolvem o casamento, a unidade sexual e a procriação; e que Jesus Cristo ratificou esse entendimento ao dizer, ". . . desde o princípio da criação, Deus os fez homem e mulher" (Marcos 10.6); e que os apóstolos de Cristo entendiam que a prática homossexual era pecaminosa e contrária aos planos originais de Deus (Romanos 1.24-27; 1Coríntios 6:9-11).

Espero que não vivamos o dia em que um pregador terá que protocolar suas mensagens para falar daquilo que só pode preservar a geração dele da destruição.

7 comentários:

  1. Olá.
    Em primeiro lugar, Sodoma foi destruída por ser uma cidade do pecado e soberba, como fala em Ezequiel, a tentativa de estrupo dos anjos foi a gota da água para que Deus destruísse a cidade, entre o povo antigo existiam certos costumes estranhos a nós. Nada faz referência a homoafetividade e sim a uma prática abominável de estrupar visitantes.
    Nos templos cananeus existiam as prostitutas santas e homens que serviam as práticas sexuais em rituais de fertilidade. Existiam inclusive travestis nesses templos.
    Quando Paulo fala em Romanos, faz referência a essas práticas, pois diz que por eles não reverenciarem o Deus verdadeiro, este havia entregado os idólatras a estas práticas, se fosse assim, os homossexuais, todos, incluindo padres, seriam idólatras.
    Em Corinto havia uma vida desregrada ao extremo, Paulo se depara com um porto de vida libertina onde reinava a prostituição; os homens que se reunião em bacanais, homo, hetero e bissexuais, praticavam a orgia, mas eram pessoas casadas e tinham filhos, muitos eram pessoas de poder na Grécia e Roma, os gladiadores, por exemplo, eram sustentados pelos imperadores. A relação sexual entre homens era mais carnal que afetiva, pois grande parte deles tinham esposas.
    Eu acho que a igreja deve dar apoio aos homossexuais no sentido de encaminhar para um tratamento longo e profundo, algo bem psicanalítico, onde o indivíduo possa curar seus traumas de infância e estar desobstruído de vícios e desvios causados na formação dele quando criança.
    O ideal é a pessoa, independente da orientação, seguir uma vida digna, onde o afeto e a maturidade estejam presentes.
    Já o caso de padres pedófilos está ligado a uma falta de orientação, e, não tendo quem possa se relacionar, voltam-se para as crianças.
    No caso dos travestis, vejo um problema grande, pois traumas de infância, que podem ser diversos e muito complexos, fazem com que haja uma falta de identificação com o masculino, a personalidade está voltada ao feminino, e o individuo acredita ser mulher, nesse caso, a orientação sexual é apenas um detalhe.
    Concluindo, acho que não existe uma posição clara na bíblia sobre o homossexualismo em si, existe sim, uma abominação por práticas sexuais fora de uma união madura e abençoada por Deus.
    Acho também que o indivíduo, sendo homossexual e não tendo afetividade pelo sexo oposto tem direito de viver uma vida digna e honesta com uma pessoa que tem os mesmos objetivos de vida que ele. Assim, evitaria a abrasão de seu coração, pois é melhor casar-se que abrasar-se, como dizia Paulo.
    Infelizmente, os movimentos gay tem mostrado um lado perverso e de revolta a Deus, pois existe um apelo a carne, uma falta de sabedoria. Tudo é festa, tudo é purpurina, ou seja, ilusão. Com isso, vê-se uma mentalidade voltada ao sexo predatório, onde o indivíduo nunca consegue atingir maturidade sexual.
    Isso é o que sei sobre homossexualismo, e acho que devemos ser verdadeiros quando falamos sobre isso, e que não podemos enganar a si próprios fingindo não ser homossexual e assumindo uma condição de vida falsa como muitos fazem. Ninguém precisa anunciar que é, mas assumir dentro de si mesmo, e servido a Deus para que ele dê sabedoria.
    Que Deus esteja convosco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa sua explicação para quem quer continuar contrariando a vontade do Pai Altíssimo. Pare de se esconder atrás da sua soberba e arrogância e se converta ao Deus supremo do universo, caso contrário, a mesma bíblia que você usa como referência para sua explicação, a qual fala também de lago que arde com fogo e enxofre, é quem vai condenar todos os que distorcem as sagradas escrituras. Deus está com sete olhos de fogo nos quatro cantos da terra contemplando a todos, e você e eu não estamos escape. Se converta dos seus maus caminhos enquanto é tempo. Há! se possível assista esta médica explicando sobre sexo anal: https://www.youtube.com/watch?v=RA5FS7j6JvM

      Excluir
  2. Muito legal o blog.. To seguindo.

    Depois visita o meu também.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo blog,principalmente sobre Rm 1.26-27

    ResponderExcluir
  4. Excelente texto, sem radicalismo e nem baboseiras, uma exposição sólida e muito bem construída.

    Estou vendo um programa na GNT, sobre o transexualismo no Irã. Lá o governo subsidia a operação para troca de sexo. É comum os que fazem a operação, se prostituírem em casamentos de uma hora !! Vale a pena assistir para compreender melhor o tema.

    ResponderExcluir
  5. Cheguei ao seu blog e fiquei entusiasmado, pois foi feito com muita graça, e com muito entusiasmo.
    Gostei do que vi e li, e achei um blog fantástico, onde se aprende muito.
    Sou António Batalha, do blog Peregrino E Servo, se me der a honra de o visitar ficarei grato.
    PS. Se desejar faça parte dos meus amigos virtuais,decerto que irei retribuir,
    seguindo e divulgando seu blog.
    Desejo-lhe muita paz e um Ano Novo cheio de grandes vitórias e saúde.

    ResponderExcluir
  6. Infelizmente estamos nas últimas horas, o Anti-Messias ou Anticristo como sempre ouvimos falar está ás portas do mundo, e ele não terá afeição natural, vai precisar de um público o qual ele deva se agradar de suas idéias.

    ResponderExcluir